Notícias

11/11/2021

Pedidos de falências recuam 18,5% em outubro, aponta Boa Vista

Pedidos de recuperação judicial ficam praticamente estáveis no período, com queda de 0,4%

O número de pedidos de falências caiu 18,5% na média móvel trimestral finda em outubro na comparação com o mês de setembro, segundo dados da Boa Vista, empresa de inteligência analítica. Mantida a base de comparação, os pedidos de recuperação judicial registraram leve queda de 0,4%.

Na análise de longo prazo, medida pela variação acumulada em 12 meses, os números ainda refletem a comparação com uma base elevada, mas começam a dar sinais de acomodação. A queda nos pedidos de falências passou de -19,0% para -20,4%, enquanto os pedidos de recuperação judicial apontam queda de 27,1%, ante 25,2% na aferição anterior.

Mais uma vez, isso não significa que o cenário econômico atual seja melhor; pelo contrário, ele é ainda menos amistoso, tanto às empresas quanto aos consumidores. De um lado, a taxa básica de juros está num ciclo de alta e deve chegar a um patamar mais restritivo ainda este ano. De outro, a inflação segue elevada, pressionada interna e externamente, e ao que parece será, mais uma vez, um obstáculo no ano que vem. Por fim, as projeções de crescimento estão “esfriando”, de modo que o próximo ano tende a ser bem desafiador para as empresas.

Metodologia

O indicador de falências e recuperações judiciais passou a ser construído com base na média móvel de 3 (três) meses da apuração dos dados mensais registrados na base do SCPC, oriundos dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

SOBRE A BOA VISTA

A Boa Vista, empresa brasileira de inteligência analítica, foi criada em 2010 a partir do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o primeiro banco de dados do país, consolidando-se como referência no apoio à tomada de decisão em todas as fases do ciclo de negócio.

É precursora do Cadastro Positivo e no propósito de incluir consumidores no mercado de crédito, apoiando-os na construção de um relacionamento sustentável com as empresas credoras, por meio da disponibilização de informações de educação financeira e serviços gratuitos em seus canais oficiais como o site www.consumidorpositivo.com.br e o app Boa Vista Consumidor Positivo.

A empresa tem por princípio a segurança e a privacidade dos dados e suas soluções estão 100% em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), tendo sido reconhecida como a primeira do segmento financeiro e de gestão de bancos de dados a obter a certificação ISO 27701, norma internacional referente à segurança e privacidade da informação.

Em 2020, a Boa Vista tornou-se a primeira empresa de capital aberto em seu segmento, dando início à uma estratégia de crescimento por meio de aquisições de empresas com as mesmas características na aplicação de inteligência analítica às suas soluções, como a Acordo Certo – especialista em recuperação de crédito – e a Konduto, autoridade em antifraude para e-commerce e pagamentos digitais. Em 2021, também de forma pioneira, lançou o CEA (Centro de Excelência em Analytics), levando a empresa para a fronteira do conhecimento no desenvolvimento de algoritmos de alta performance.

Fonte: Boa Vista SCPC

 

 

 

 

Voltar


Links Úteis

Usamos cookies para gerenciar informações de contato e oferecer a você uma experiência mais segura. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso destas informações

Política de Privacidade      Aceitar