Notícias

16/12/2021

Boa Vista: Demanda por Crédito do Consumidor aumenta 1,5% em novembro na comparação mensal

Ao contrário do que fora verificado um mês antes, o segmento Financeiro operou em queda de 0,7% e o Não Financeiro subiu 2,2%

O indicador da Boa Vista de Demanda por Crédito do Consumidor avançou 1,5% entre os meses de outubro e novembro na comparação dos dados dessazonalizados. Houve elevação de 9,4% na comparação interanual e na variação acumulada em 12 meses o indicador apontou crescimento de 4,2%. O resultado acumulado no ano continua acelerando e passou de 5,5% para 5,9%. Vale ressaltar, no entanto, que os segmentos que compõem o indicador se portaram de formas diferentes no período.

Os números do segmento Financeiro registraram queda na comparação mensal, de 0,7%, mas acumulam alta de 18,4% no ano. Já o segmento Não Financeiro subiu 2,2% em novembro, mas aponta retração de 2,7% no acumulado do ano. O resultado do mês veio na contramão dos números de outubro, no qual o Financeiro havia avançado 1,5% contra setembro e o Não Financeiro recuado 2,2%, mantida a base de comparação.

A diferença nos resultados recentes guarda alguma relação com algumas datas “especiais” do final do ano para o varejo, como foi a Black Friday em novembro e como será o Natal agora em dezembro. Contudo, em termos de vendas, essas datas talvez não sejam tão especiais assim. Isso porque o cenário ainda é delicado para o consumidor, e assim poderá ser por um bom tempo ainda, a renda real é menor devido a inflação elevada e os juros estão caminhando para cima.

Diante disso e do cenário que é esperado para o ano que vem, de baixo crescimento e com inflação e juros altos, não será surpresa os números se acomodarem em 2022, sobretudo os números do segmento Financeiro. Esse crescimento robusto observado até aqui não deve se repetir. Falando em cenários para 2022, de acordo com o Relatório Trimestral de Inflação do Banco Central (BC), a inflação (IPCA) projetada para o ano que vem é de 4,7%, um pouco abaixo da projeção mais recente do mercado, que marca 5,02%. Em termos de crescimento econômico, o BC revisou a estimativa para baixo, de 2,1% para 1,0%, ainda assim, segue mais otimista que o mercado, que aponta um crescimento de 0,5% em 2022.

Metodologia

O indicador de Demanda do Consumidor por Crédito é elaborado a partir da quantidade de consultas de CPF à base de dados da Boa Vista por empresas. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

Nota: Os dados que constituem a base do indicador de Demanda do Consumidor por Crédito não guardam qualquer relação, comercial ou operacional, com a Boa Vista. O indicador busca antecipar alguns movimentos e tendências referentes ao mercado de crédito como um todo, sem qualquer especificação por empresa, independentemente do setor ou porte.

SOBRE A BOA VISTA

A Boa Vista, empresa brasileira de inteligência analítica, foi criada em 2010 a partir do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o primeiro banco de dados do país, consolidando-se como referência no apoio à tomada de decisão em todas as fases do ciclo de negócio.

É precursora do Cadastro Positivo e no propósito de incluir consumidores no mercado de crédito, apoiando-os na construção de um relacionamento sustentável com as empresas credoras, por meio da disponibilização de informações de educação financeira e serviços gratuitos em seus canais oficiais como o site www.consumidorpositivo.com.br e o app Boa Vista Consumidor Positivo.

A empresa tem por princípio a segurança e a privacidade dos dados e suas soluções estão 100% em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), tendo sido reconhecida como a primeira do segmento financeiro e de gestão de bancos de dados a obter a certificação ISO 27701, norma internacional referente à segurança e privacidade da informação.

Em 2020, a Boa Vista tornou-se a primeira empresa de capital aberto em seu segmento, dando início à uma estratégia de crescimento por meio de aquisições de empresas com as mesmas características na aplicação de inteligência analítica às suas soluções, como a Acordo Certo – especialista em recuperação de crédito – e a Konduto, autoridade em antifraude para e-commerce e pagamentos digitais. Em 2021, também de forma pioneira, lançou o CEA (Centro de Excelência em Analytics), levando a empresa para a fronteira do conhecimento no desenvolvimento de algoritmos de alta performance.

Fonte: Boa Vista SCPC

Voltar


Links Úteis

Usamos cookies para gerenciar informações de contato e oferecer a você uma experiência mais segura. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com o uso destas informações

Política de Privacidade      Aceitar